Wednesday, 27 July 2016

Long Path To Cuba

Não foi fácil chegar lá não. Foram 8 horas e 20 minutos de puro terror (na minha cabeça pelo menos). Fui com 2 ipads a rebentar com filmes (claro, a exagerada achava que 10 filmes não eram suficientes, e para a próxima, será melhor levar dois pcs para ter mais memória) para me manter abstraída do facto de estar numa caixa voadora. Acabei só por ver um dos que estava no ipad (parva).
Depois acabei por ver dois mega horríveis que estavam a passar no avião e, agradeci por não ter ido ao cinema aquilo (No Coração do Mar com o giraço do Chris Hemsworth, mas que a meu ver nem isso salva o filme - claro que ver um filme sobre naufrágios quando se está num avião é a cena mais ideal de sempre!) e Creed o legado, ou algo que o valha, o filme mais cliché de sempre). Bom tudo a postos para estar ver o filme mas só com um auscutador, para conseguir ouvir algum barulho estranho que denunciasse que o avião ia cair a qualquer momento.
Até que não fui mal mas por volta das 4 horas de viagem e, sem qualquer aviso, o avião parecia que se ia partir. Quase que fico sem estomâgo a recordar. Geralmente, a turbulência que apanho começa com um ligeiro tremer e vai aumentado. Aquela não. Do nada, o avião salta para cima e para baixo como se não houvesse amanhã. Fica tudo aflito, o comandante fala a pedir para toda a gente se sentar e colocar os cintos porque estamos numa zona com grande turbulência (A sério? Ninguém tinha reparado!) Começo a pensar na vidinha, que afinal nem vou chegar a um quarto de século de vida, e achar que é melhor ligar o telemóvel a despedir-me de pessoas. Depois, a pessoa racional que há em mim tenta tomar o controlo da situção e acha que se calhar é melhor estar quieta e tentar abstrair-me da cena (Claro que os miudos atrás de mim a gritar aos pais a perguntar o que se estava a passar não estava a ajudar). Achei então melhor agarrar-me ao banco como se não houve amanhã (e na minha cabeça já não havia) e tentar abstrair-me. A seguir começo a pensar no filme Titanic quando o barco se está a partir todo e estão violinos a tocar uma música. Foco-me na melodia dessa música durante o tempo todo a tentar recordar-me da letra (olhando agora para trás, não percebo porque é que fui buscar uma cena tão random, mas ainda não entendi como é que a minha cabeça funciona quando está em pânico!). Portanto foi isso que fiz. E partir quase um dedo à minha irmã. Como faço sempre. 

 O que é que uma pessoa pode fazer no ar quando tudo abana, está tudo aflito e sente-se um medo no ar? Não se pode levantar e dizer "já chega, vou-me embora!" E sair porta fora. Se bem que olhei umas quantas vezes para a porta de saída de emergência a imaginar como é que aquilo se abre afinal. 
Pronto foi isto. A coisa foi acalmando passado uns 15 minutos, que me pareceram 70. Depois disso, dava uns tremelecos mas nada que me fizesse começar a ranger dentes, mas nada que me fizesse estar descansada. Claro que depois do que passei achei que o avião podia estar danificado, sei lá, com uma asa partida, com um motor estragado, com um buraco no depósito, ou que um piloto podia ser terrorista e mandar-nos para o oceano. Não ajudou ver as hospedeiras a abrir a zona onde tinham máscaras de oxigénio. Jesus, se calhar naquela altura já precisava de uma. Parecia que estava num sofoco. Passei para a técnica da respiração que vos tinha falado. Ajudou.

Passei para as leituras no entertanto. Fiz de tudo para não ir à casa de banho, aquela coisa minúscula, que me dá a sensação que vou ser engolida quando entro, mas lá tive de ir uma vez. E aterrámos (a minha parte preferida!!). Depois sente-se o calor cubano e a necessidade de um banho para ontem é uma urgência. Aquela mistura de ar pesado, húmido, tão quente, que os nossos pulmões não estão muito habituados e faz assim um bocadinho de impressão a respirar nas primeiras vezes. Tenho sempre esta sensação quando vou para aqueles lados. 

Ora que surpresa é que eu tenho quando chego ao hotel? Não era uma surpresa directamente para mim maaas o Paulo Pires andava por lá também ahahahah! E com um bronze que me fazia parecer uma albina. Bom, não pensem que fiquei grande amiga do senhor durante a semana. Alías, o homem notava-se que queria passar despercebido, mas havia portugueses que lhe dificultavam a tarefa (não é pelo aspeto dele obviamente). Até ficava um bocado envergonhada ou desconfortável quando via cenas um pouco contragedoras como: pedirem-lhe uma foto na fila do check in do avião quando voltámos, quando estava com a bebé ao colo a dormir. Tipo sérioo? Vá lá, ganhem juízo. O homem também tem direito a estar descansadito. Jogava voley todo o santo dia. Ninguém lhe dá 49 anos. Eu pelo menos não dou :P
Depois veio na fila a seguir à minha para Lisboa no avião. Tentei controlar-me para não fazer más figuras, mas provavelmente deve ter-me visto de boca aberta naqueles momentos em que deixo cair a cabeça durante 30 segundos e depois lembro-me que estou num avião e tenho de me manter vigilante! Enfim :P

Bom, fiz-me à minha vidinha, pronta para tirar a albina que há em mim. No paraíso. Que água maravilhosa. A melhor onde já estive. Quentinha, transparente. E um calor tão bom! Enfimm uma grande história para vos mostrar algumas fotos. Vou mostrar-vos mais, mas estas foram do primeiro dia, tirei pouqinhas para não vos assustar com a palidez! :P

Depois do post sobre o meu medo de voar, achei que vos devia um report exaustivo :P

It was not easy to get not there. There were 8 hours and 20 minutes of sheer terror (in my mind at least). I went with 2 ipads bursting with movies (of course, i'm such an exaggerated person that I thought that 10 films were not enough, and the next time it will be better take two pcs to have more memory) to keep me oblivious of the fact of being in a flying box. Well, I only watch one that was on the ipad (silly).
Then I ended up watching two horrible movies that were going on the plane, and I was grateful because I didn't lose my time watching that in cinema: (In the Sea Heart with the hot Chris Hemsworth, but I don't think even that saves the film. Of course watching a movie about shipwrecks when you are on a plane is the most ideal scene ever!) and Creed's legacy, or something like that which is a cliché from start to end. I was all to be watching the film but with just one headphone in order to be able to hear any strange noise that could denounced that the plane was going to fall at any time.

For the first 4 hours it wasn't that bad but, without warning, the plane looked like it was starting to scratch in two. Generally, when I got turbulence in a plane, it begins with a slight shake and than it will increased. It wasn't the case. Out of nowhere, the plane bounces up and down like there's no tomorrow. Everyone was scared the commander speaks and ask everyone to sit down and put the seat belts because we are in an area with great turbulence (Really? we didn't have noticed!) I start to think of my little life, which after all I wouldn't be able to reach even a quarter of century of life, and I thought it would be better to connect the phone to say goodbye to some people. Then the rational person in me was trying to take control of situation and think maybe it is better to be quiet and try to abstract myself from the scene (Of course the kids behind me screaming to their parents asking what was wrong was not helping). Then I grabbed me to the bank like there wasn't tomorrow (and in my head there was no longer) and tried to abstracting me. Then I start thinking about the Titanic when the ship was getting down in the ocean and violins were playing a song. I focused myself in the melody of this song all time trying to remind me of the letter (looking back, I do not understand why I get such a random scene). 

 The thing was quieting last about 15 minutes, which seemed like 70. After that, the plane shaked a little but nothing that made me start to creak teeth, but I wasn't calm either. Of course, after what I passed, I thought the plane could be damaged, you know, with a broken wing, with a broken engine, with a hole in the tank, or that a pilot could be terrorist and send us to the ocean. It did not help to see the host opening the area where they had oxygen masks. Jesus, maybe at that time I akready needed one. It seemed that was a suffocating with anxiety. I started to do the breathing technique that I had tell you on the post about my afraid of flying and i helped.
After a couple of hours, we landed (my favorite part !!). That mixture of heavy humid air, so hot! It looks like our lungs are not very used to it and it isn't as easy to breath I always have this feeling when I go to those sides!
Finally in the Paradise I could relax. What a wonderful water. The best I've ever been. Warm, and transparent! Such a big story to show you some pictures. After the post about my fear of flying, I thought you owed a report: P


I was wearing:
Cover up: Local store (similar here) | Biquini: Phax (old) | Hat: Asos (here) | Sunglasses: Céline (here) (similar here
SHARE:

28 comments

  1. Ai, credo. Prainha mais do que merecida depois do sufoco da viagem :o
    Saudades de Cuba :)

    GIVEAWAY ON MY KIND OF JOY

    ReplyDelete
    Replies
    1. Podes crer. Mais do que merecida e muito aproveitada :P

      Delete
  2. Comentário sobre a viagem: és maricas demais, tu! Que pouca vergonha, uma miúda crescida...
    Comentário sobre a tua forma física: tudo photoshop.
    Venham daí mais fotos giras que eu ainda não me sinto totalmente um ogre e estou a contar contigo para me ajudares.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu sei que sou maricas Ambrósia está bem?! Não batas mais na ceguinha.
      Quanto ao resto do seu comentário: és muito parva. Mas isso já sabíamos :P

      Delete
  3. haha ainda bem q vc foi e chegou bem :D adorei o bikini!
    Pam xo/ Pam Scalfi♥

    ReplyDelete
  4. Ai meu deus que história ahahah! Tens que ter mais calma no avião, parece-me.
    Quanto às fotografias, encantadoras. Parece ser incrível Cuba!

    Marli, do My Own Anatomy ☀

    ReplyDelete
  5. Great pictures, have a good day

    http://elegant-e.blogspot.com/
    https://www.instagram.com/elegant_e_blog/

    ReplyDelete
  6. awesome!! ; >>

    xoxo


    i invite to me too

    www.live-style20.blogspot.com

    ReplyDelete
  7. Looks like the travel was worth it. It's beautiful!

    Amy Ann
    Straight A Style

    ReplyDelete
  8. As fotos estão lindas e o biquini é muito giro.
    Quanto ao sufoco que passaste, nem quero imaginar, por isso ainda não consegui fazer viagens tão longas...como foi quando tiveste de voltar? Um terror não?.
    Beijinhos.

    misscokette.blogspot.pt

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada! :)
      Foi menos mau, porque apanhámos menos turbulência. O que apanhámos foi mais na zona de Bahamas, e aí apanha-se sempre um pouco. De resto, foi mais tranquilo do que para lá. E os filmes eram melhores, passou mais depressa! :)
      Beijinhos

      Delete
  9. You look amazing
    Love the coverup
    http://dimplekhadi.blogspot.com/

    ReplyDelete
  10. ahah já li o teu filme todo ;p mas entendo-te adoro viajar mas se sinto alguma coisa a tremer fico logo vigilante, contudo acho que nunca passei das 2h30 min de voo...por isso nada a ver com as tuas experiências ;)
    Adorei as fotos desse paraíso, espero que tenhas gostado (ainda esta semana soube de uma pessoa que foi aí e não gostou nada, acho que até fezes , humanas mesmo, via na água, wtf? É verdade?) xD Desculpa a pergunta mas preciso de tirar a dúvida. Talvez tenhas estado em praias mais privadas e ela não...
    kiss

    http://inspirationswithm.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Gostei muito sim! :)
      Não não vi nada disso! Para mim foi a melhor praia que já estive até agora :)
      Beijinho

      Delete
  11. Stunning photos, great location
    Have a lovely day sweetie! Xxx
    www.travelera.es

    ReplyDelete
  12. Eu sou bastante tranquila nas viagens, consigo distrair-me bem, mas talvez se passasse por tanta turbulência também ia ver a minha vida mal parada.
    Olha lá, onde anda o link do instagram? Queria ir cuscar as fotos e não encontro :-p

    ReplyDelete
    Replies
    1. Nem me digas nada. Acho que tao depressa não vou numa viagem tão grande ahahah :P
      Para variar, andei a mexer no que não devo e tirei o link, a ver se altero isso. Se estiveres no pc, ainda aparece o link na barra de cima quando andas com a barra para baixo no canto superior direito, ou então nas imagens do instagram em baixo, basta clicares nelas. Se estiveres no telemóvel não aparece nada, mas procura @the_blackblush que aparece :P

      Beijoca

      Delete
  13. Que inveja!! Dessa tuas férias claro, não das turbulências!

    Ansiosa por ver mais.

    Beijinhos
    Passatempo a terminar:http://manual-da-moda.blogs.sapo.pt/surpresa-5-145690

    ReplyDelete
  14. Realmente estás muito branquinha mas depois de uma semana aposto que estás com um moreno invejável!
    Nem te digo que reservo sempre férias para destinos mais próximos devido ao receio de estar muitas horas enfiada numa caixa voadora.... Sou eu que perco, eu sei!
    Mas posso esperar pelas restantes fotos! Beijinhos
    Coco and Jeans by Marisa

    ReplyDelete
  15. Hei! que leitor de videos È que usas no ipad? preciso de conselhos para fazer a mesma coisa :D

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi! Fiz download dos filmes no pc e coloquei-os no itunes. Assim, tinha acesso a eles no ipad :)

      Delete
  16. Ahahahah oh rapariga, só a ti :D mas vês, correu tudo bem, no big deal! Ainda bem que não deixas que o medo te impeça de fazer nada, é assim mesmo!

    Btw, fotos giras pra xuxu! :p

    Jiji

    ReplyDelete
  17. Também não gosto de andar de avião, não que tenha medo porque não tenho. A turbulência incomoda um bocadinho, mas o que me chateia mesmo é aquela sensação claustrofóbica de estar tanto tempo fechada no mesmo lugar.
    Da última vez que andei de avião quase me passei com uma tipa que vinha atrás de mim. Quando o avião começou a descer para aterras apanhou alguma turbulência e ela fez tanto mas tanto espalhafato que eu já me estava a passar, como se não bastasse ainda se fartou de empurrar o meu banco, ca nervoooooosssssssss...
    Btw, o que importa é que a viagem no final de contas correu bem! Adorei as fotos*

    >> http://joandcompanystyle.blogspot.pt/ <<

    ReplyDelete
  18. Não posso começar sem dizer o quanto me ri com este teu post e a tua detalhada descrição! Seremos irmãs? Lolol parecia que estava a ler a minha mente!! Opah é uma sensação tão fora do nosso controlo que até mete impressão. Bem tentamos parecer o mais normal possível mas as nossas expressões e depois o nosso comportamento é tudo menos normal ahahha até a cena de partir o dedo é igual (neste caso ao meu namorado coitado ele já sabe!!!). E ataques de riso? nossa isso dá-me de uma forma horrível. Consigo mesmo assustá-lo!!! Tal forma me rio e fico séria e entro em pânico em 30 segundos!!!
    Mas pronto depois aterramos e voltamos a "nós" ehehe.
    Adorei adorei ler-te Adriana! E as fotos? Que lindas pah! quero tanto ir a Cuba!!! Onde ficaste podes contar?
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ahahah! Ainda bem que não sou a única a sentir-me assim!
      Ataques de riso nunca me aconteceu mas fico com uma das pernas a tremer freneticamente :p
      Obrigada! Fico muito contente por teres gostado e te identificado comigo :p
      Quanto ao sítio onde fiquei, foi no Paradisus Varadero!
      Beijoca

      Delete

Blogger Template Created by pipdig