Thursday, 21 September 2017

WHEN YOU DON'T HAVE ANSWERS.

Quando era miúda lembro-me de me terem oferecido um livro chamado "O porquê das coisas". Lembro-me muito bem do livro, grosso de capa laranja com um boneco em ponto de interrogação e, em todas as páginas,  tinha uma pergunta com a resposta. Fartei-me de ler aquilo de trás para a frente, porque gostava de ter a resposta aos porquês sempre que alguém perguntava alguma coisa perto de mim e porque sempre fui curiosa. No livro tudo fazia sentido. As respostas eram sempre muito elucidativas e tiravam-me a curiosidade a perguntas como "porquê é que o céu é azul?" ou "porquê é que os pinguins não tem frio?" Foi dos meus livros preferidos em miúda. Mas também me lembro da desilusão que foi quando cheguei à última página. A pergunta era "Porque é que este livro acaba?" e a resposta tinha um ou dois parágrafos que resumidamente diziam que tudo tinha um fim. O sol tinha um fim, o universo tinha um fim, e assim, o livro também tinha de ter. Ora, aquilo na altura fez-me muita confusão e não me satisfez nada. Tudo tem um fim como? Quem é que afinal dita esse fim? Lembro-me que ia muitas vezes à ultima pagina do livro só para ver se um novo parágrafo tinha sido acrescentado. Alguma coisa que me explicasse isto melhor e que me desse uma resposta mais completa que só aquilo. Acabei, inevitavelmente, por colocar o livro de parte para dar lugar a outros mas parece que nunca esqueci o fim do livro, estúpido não é?

Este mês foi (e tem sido) o mês mais difícil da minha vida. Podia não vos dizer nada, porque toda a gente sabe que falar sobre o que é bom nas redes sociais, mostrar o quão bem estamos é fácil, mas mostrar quando tudo está mau e só nos queremos enfiar num buraco não é assim tão fácil. E afinal, quem é que quer saber disso? Mas, por outro lado, eu sou humana e esta humana não está numa fase de vir aqui falar com entusiasmo sobre aquilo que costuma fazer (ainda). 

Este mês, depois do último post que partilhei convosco, recebi a pior notícia desde que me lembro. Graças a Deus que tive a sorte de nunca ter perdido ninguém próximo até esse dia.
Digo sempre que tenho seis pilares fundamentais na minha vida. Na segunda-feira passada, um desses meus pilares foi embora. E o fim de uma vida, a despedida de uma pessoa que amamos tanto, que conhecemos durante toda a vida, que nos ajudou a crescer, e que foi um segundo pai para mim deixou um vazio muito grande. Tem sido dias difíceis estes. Dias que a maior parte das vezes acho que estou a sonhar, e quando for a casa ao fim de semana, ele vai lá estar, que vai estar tudo igual sabem? Porque isto de fins é afinal a pior realidade que um humano tem de lidar.

E então lembrei-me da última página daquele livro que li em miúda e a resposta continua a não me satisfazer nada. Aliás, dói muito mais agora do que doía em miúda porque implica lidar com a agonia e a saudade de alguém que não vou voltar a ver, porque chegou o seu fim. O livro diz que tudo tem um fim e a, maior parte das vezes (para bem da nossa sanidade mental) ignoramos o que isso verdadeiramente significa. Até que nos bate à porta e nos vira do avesso. Eu estou assim agora. Virada do avesso e com muita saudade. E por muito que me digam (e que eu saiba) que a vida continua parece-me egoísta e estranho continuar com a minha vida como antes disto embora seja também inevitável.

Tenho andando a adiar escrever alguma coisa aqui, mas sinto que também vos precisava de dizer alguma coisa por causa da minha ausência. Por isso, foi hoje o dia. Também não ia conseguir voltar como se nada se tivesse passado a falar das coisas banais aqui do blog. Tenho tentado aos poucos voltar ao normal e às coisas que fazia e esta é uma delas. Então vou tentar voltar. E amanhã volto de novo, porque tenho de puxar-me para sair deste estado de letárgia.

Obrigada por estarem desse lado, nem que seja só a abrir o blog para verem se há um post novo. Fazem com que me dê mais motivação para voltar! 
Um beijinho e até amanhã! :)

This month has been one of the most difficult months of my life. I had the option of not telling you about it, because everyone knows that talking about what's good on social media it's easy, showing how good our life is and how happy we are is very simple, but showing when everything is bad and we just want to get into a hole is not that easy. And anyway, who wants to know that? But on the other hand, I'm human and this human is not in a phase of coming here to talk enthusiastically about what I usually do, you know clothes and stuff. 

This month, after the last post I shared with you, I received the worst news ever since I remember. Thank God I was fortunate enough to have never lost anyone until that day.
I always say that I have six fundamental pillars in my life. Last Monday, one of my pillars was gone. My grandpa. And the end of a life, the farewell of a person we love so much, whom we have known throughout our lives, who helped us grow, and who was a second father to me left a very large void. It's been though. The majority of these last days  I think I'm dreaming, and when I'm going home at the weekend, I always think that everything will be the same you know?

I have been delaying writing something here, but I feel that I also needed to say something to you because of my lack of posts and motivation. I also could not go back as if nothing had happened during these days and talk to you about the banal things here on the blog. I'm trying to slowly get back to normal and to the things that I did before these last weeks and writing here is one of them. So I'll try to come back. And tomorrow I come again, because I have to pull myself out of this state of lethargy.

Thank you for being on that side, even if it is just opening the blog to see if there is a new post. You give me more motivation to come back than you thing!
One big kiss and see you tomorrow! :)





SHARE:

34 comments

  1. Um beijinho com muita força! ❤ infelizmente sei o que estás a passar, e não há nada que atenue a dor a não ser mesmo o tempo (olha o clichê).
    Eu cá vou esperando por novidades para ter a minha dose de inspiração diária ☺ quando voltares vou estar aqui.
    Um beijinho querida Adriana 😘

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada querida Juliana! Acho mesmo que só o tempo (e manter-me ocupada) ajuda a atenuar.
      Um grande beijinho para ti! 😘

      Delete
  2. Muita força querida. Quando tiver de ser voltarás. Um grande beijinhooo :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Rita!
      Um grande beijinho 😘

      Delete
  3. MUita força e um grande beijinho. Estamos aqui à tua espera, sempre =)
    *****

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada!! Eu volto entretanto!
      Um beijinho grande 😘

      Delete
  4. Que texto tão bonito e sentido, fiquei verdadeiramente arrepiada. Consigo rever-me tanto nas tuas palavras e, tal como me disseste uma vez num texto que eu escrevi, sinto que somos bastante parecidas.

    Desejo que ultrapasses essa perda e essa dor, não demasiado rápido, mas bem, porque todas as dores precisam de tempo para curar. Infelizmente é uma dor que nunca vai passar, mas eventualmente vai doer menos e vais recordar apenas as coisas boas — é aí que percebes que talvez estejas curada :)

    Eu perdi todos os meus avós demasiado cedo (o último faleceu quando eu tinha 21 anos) e cada um deles despedaçou o meu coração mais um bocadinho. Sim, tudo tem um fim, mas penso que todos desejamos adiar esse fim por anos e anos. Só que não conseguimos, é inevitável. Gostava de te dizer que vai sendo cada vez mais fácil, mas nunca fui grande coisa a mentir. De qualquer forma, sei que vais recuperar e voltar a sorrir, até porque, se pensares bem, era exactamente isso que ele iria querer :)

    Um grande beijinho, querida Adriana *

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Marisa de coração!
      Um beijinho grande e obrigada pela força! 😘

      Delete
  5. Os meus sentimentos minha querida. Nunca sei o que dizer nestas ocasiões, mas desejo-te o melhor. De coração mesmo!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // GANHA UMA BEAUTY BOX!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Cátia!
      Um beijinho para ti 😘

      Delete
  6. Minha querida, como diz o teu livro, tudo tem um fim, incluindo a vida. Mas não só... esse sofrimento pelo qual estás a passar também tem um fim. Depois ficará a saudade. Até lá, sê forte.

    Um beijinho,
    Alexa

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada querida Alexa!
      Um grande beijinho 😘

      Delete
  7. sorry for your loss! espero que fiques bem! amei esse look
    Pam xo/ Pam Scalfi♥

    ReplyDelete
  8. Querida Adriana, perdi o eu pai, cheio de saúde, energia e boa disposição da pior, mais estupida e horrível forma. Mas pelo menos sei que não sofreu nem 1 segundo. A dor numa mais vai passar, mas começas a viver aos poucos com ela dentro do peito enquanto tudo parece voltar ao normal. Estás melhor quando dás por ti a sorrir sozinha enquanto pensas nele. Enquanto pensas com saudade mas com carinho e alegria de teres essas recordações.
    Muita força, Um grande beijinho, Ana.

    https://despertarosonho.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada pela força Ana!
      Um grande beijinho para ti 😘

      Delete
  9. Um grande beijinho cheio de força!
    Cris

    www.lima-limao.pt

    ReplyDelete
  10. Desejo-te as maiores forças!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ReplyDelete
  11. Infelizmente conheço bem o sentimento :( Um grande beijinho de força*

    ReplyDelete
  12. Desejo-te as maiores forças!
    Um beijinho e um abraço muito forte

    That Girl | FACEBOOK PAGE | INSTAGRAM | TWITTER

    ReplyDelete
  13. this skirt is absolutely adorable.

    x
    dahi from strangeness-and-charms.com

    ReplyDelete
  14. Querida Adriana um beijinho e muita força!
    Sofia

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada querida Sofia!
      Um grande beijinho 😘

      Delete
  15. Não existe uma forma correcta, ou fácil de lidar com a perda, parece cliché mas só o tempo nos vai ensinando a lidar um pouquinho melhor com a dor da ausência. Não passa. Quando faz falta, quando amavamos a pessoa que perdemos a dor não passa. Apenas passa a ser vivida de outra forma. MUITA FORÇA minha querida. Aproveita a viagem para recuperar energias e motivação. BEIJINHO GRANDE.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Sónia.
      A dor está cá, a única coisa que melhora é saber que ele já não sofre mais. Mas a separação é muito difícil, só o manter-me distraída ajuda.
      Um grande beijinho e obrigada pelo carinho 😘

      Delete
  16. Um beijinho especial de força, e apesar de não teres escrito este texto pelas melhores razões podes crer que está maravilhoso! Eu gosto quando me acontecem essas coisas, quando de repente na vida me deparo com alguma coisa que me faz ir buscar alguma memória (não consigo explicar melhor.:P).

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada pela força Daniela!
      Um beijinho

      Delete
  17. That skirt is absolutely lovely dear.

    Jessica | notjessfashion.com

    ReplyDelete
  18. Sorry about what happened. I hope you are better now. Hugs!

    StyleSprinter Blog by Katya Bychkova

    ReplyDelete

Blogger Template Created by pipdig